Como organizar os estudos da tradução


Quando comecei nesse mercado, eu achava que os estudos da tradução englobavam tudo o que eu precisaria saber para viver de tradução. Porém, com o tempo fui percebendo que existem áreas diferentes dentro dos estudos da tradução, e que cursos/livros diferentes abordam áreas completamente diferentes.

Nesse artigo eu mostro como eu faço para dividir meus estudos da tradução em três diferentes categorias, tornando tudo mais organizado. Essa não é a única maneira de organizar seus estudos, mas é como eu faço e recomendo.

Técnicas de tradução

Essa é área em que você vai juntar os estudos que cuidam das técnicas envolvidas no processo de tradução. Podem ser técnicas usadas em pesquisas de termos, fundamentos da tradução ou até mesmo técnicas altamente específicas para área em que você atua.

Sempre recomendo cursos com pessoas que trabalham na área. Uma das áreas em que me especializo é a tradução/localização de jogos. Fiz um curso com um cara bem conhecido da área e gostei muito. Esse profissional criou o curso inteiro do zero, então foi bem específico para quem quer trabalhar com aquilo.

Usando a internet você poderá achar cursos de tradução específicos de diversas áreas e cursos gerais (e mais fundamentais) de tradução. Recomendo que você faça os dois tipos para ter uma base boa e também ter técnicas específicas de um nicho.

Gotta keep learning!

Idiomas

Essa é outra parte importantíssima nos estudos da tradução. Os idiomas usados por um tradutor ou tradutora devem ser constantemente estudados. O português é um idioma vasto e que demanda manutenção até mesmo para nativos. E o inglês, no qual sou fluente mas não sou nativo, demanda mais ainda.

Se, ao pegar um job, você tiver que usar muito tempo pesquisando detalhes culturais para entender uma expressão, por exemplo, isso pode te custar um tempo precioso. Então, estar atualizado com o idioma, cultura e história do inglês é algo que me ajuda muito durante meu cotidiano profissional.

Além de ler bastante, eu preciso ouvir bastante, já que trabalho também com tradução audiovisual. Muitas vezes não tenho transcrições em inglês do material que estou traduzindo, então preciso estar com o ouvido aguçado para captar 100% do idioma estrangeiro.

Para isso, recomendo podcasts e audiobooks. Para podcasts eu recomendo usar o BeyondPod e para audiobooks eu recomendo o Audible. Com esses dois serviços você pode estudar temas relacionados à tradução ou temas completamente diferentes, que permitem que você adquira conhecimento de um assunto que te interesse e ainda acostume seu ouvido ao idioma estrangeiro.

Mas como encontrar clientes?

Clientes para tradução

A terceira grande área nos estudos da tradução é como conseguir clientes. Essa talvez tenha sido a área que mais tenha me causado dúvidas quando comecei e existe pouco conteúdo feito para nós, tradutores brasileiros, que queremos conquistar clientes através da internet.

Essa é uma área que demanda estudo como todas as outras. Afinal, já vi colegas talentosos que chegaram a desistir por não conseguirem encontrar e manter clientes.

Até hoje existe pouca coisa na internet, então criei uma série de vídeos que explicam melhor como montar seu perfil no Upwork para conseguir clientes de tradução por lá. Confira a playlist abaixo: