Como conquistar clientes para tradução


A arte de conquistar clientes para tradução

Sabe qual é uma das vantagens de ser um tradutor freelancer? Seus dias nunca são iguais. Sempre estou fazendo uma atividade diferente. Isso me desafia e me faz pesquisar novos campos do conhecimento. Mas nem todos gostam disso! Muitos preferem saber como sua rotina será até se aposentarem… poucos profissionais realmente gostam de conquistar clientes para tradução.

Porém, nesse mar agitado do dia a dia, receber um email de um cliente conhecido é como se fosse um momento de calmaria. Uma atividade com a qual você está acostumado e com um cliente que você já conhece pode ser algo muito bom para manter uma certa “rotina” de tradutor freelancer. Esses jobs, além de costurar seus dias, permitem que você tenha um certo valor constante chegando a você todos os meses.

Sabemos que a maioria dos tradutores freelancers ganham por palavra e não por hora. E, na verdade, acho melhor ganhar por palavra. Mas isso significa que até mesmo os clientes “fixos” não te oferecem um pagamento muito constante todos os meses, já que você ganha de acordo com a demanda mensal deles. Ou seja, um cliente “fixo” pode te pagar 50 dólares num mês e 5000 dólares no outro.

Em termos gerais, existem dois tipos de clientes para tradução: o cliente fixo e o cliente flutuante.

O sonho de todo tradutor freelancer é ter vários clientes fixos. Esses clientes chegam com uma demanda de tradução todos os dias. Então, o tradutor freelancer pode passar mais tempo traduzindo e menos tempo procurando jobs. Mas, às vezes, os jobs de tradução que dão mais lucro chegam até você através de clientes “flutuantes”. Eu sinceramente não lembro se eu li esse termo (cliente flutuante) em algum lugar ou se minha cabeça o inventou.

Vai deixar o cliente flutuante sair voando?

Esses clientes “flutuantes” chegam geralmente com um job só e, depois de finalizar o acordo, somem e às vezes nunca mais voltam. Eles só tinham aquela demanda pontual de tradução.

Gosto de manter um bom contato com eles mesmo assim. Sou bem próximo de alguns clientes com os quais só trabalhei uma vez. No entanto, aqueles clientes que pareciam ter sumido, às vezes voltam com outros jobs anos depois, quando você menos espera.

Poucos tradutores buscam manter uma relação legal com um cliente que apareceu com um job somente uma vez. Eu acho isso um grande erro. Se a relação foi legal, vale dar um parabéns pelo Skype uma vez por ano e perguntar como estão as coisas. Só não fique perguntando se o cliente tem novos jobs, já que se ele tivesse já teria corrido atrás de você.

É sempre bom quando um cliente que trabalhou com você há anos entra em contato novamente. Significa que, mesmo só tendo trabalhado uma vez com aquele cliente há alguns anos, ele ainda se lembra de você. Se ele está retornando, significa que a memória que você deixou nele foi boa.

Lembre-se sempre do seguinte fato:

Muitas empresas precisam de traduções esporadicamente e poucas empresas precisam de traduções diariamente.

Então, a maneira ideal de organizar sua carteira de clientes é mantendo os clientes fixos de uma maneira que sempre sejam atendidos de acordo com as necessidades deles mas sempre buscando clientes flutuantes para poder ter um lucro maior.

Mantendo uma carteira legal de clientes e atendendo alguns flutuantes, você conseguirá pagar todas as contas do mês e ter dinheiro para fazer aquela viagem para o Japão, sem se atropelar com os jobs.

Veja algumas dicas práticas para conquistar clientes para tradução:

  • Você conquista e fideliza um cliente de longo prazo por vários motivos. Um deles é que você entrega os jobs nos prazos corretos (e às vezes até antes do prazo). Isso é crucial, mas muita gente não leva isso a sério.
  • O outro ponto é a qualidade. Muitos freelancers focam demais na grana. Querem conseguir o job, fazê-lo o mais rápido possível para receber o dinheiro. Se esse for seu foco, seus clientes eventualmente se esgotarão e você só vai ter conseguido alguns trocados. Se você deseja ter cada vez mais clientes, deve focar na qualidade. Então, pesquise os termos corretos, revise seu trabalho e mantenha comunicação com o cliente enquanto o trabalho está sendo feito – eles gostam disso. 🙂
  • Diferente dos clientes que já estão fidelizados, os clientes flutuantes muitas vezes precisam que você chegue até eles. Eles têm uma demanda e ficam flutuando por aí procurando um tradutor freelancer… você pode conquista-los ou a concorrência pode conquista-los. Se mexa, translator!
  • Não fique correndo atrás somente de clientes “fixos”, como muitos tradutores freelancers fazem. Depender somente de alguns clientes pode ser um grande problema. Além disso, os flutuantes muitas vezes podem se tornar clientes fixos eventualmente.

Você tem alguma dica para conquistar clientes? Qual é a sua maior dificuldade para conquista-los?

Later, gator. 😉